Página Inicial | TERÇA-FEIRA, 15 DE OUTUBRO DE 2019
Postada por: Jr Lopes dia 08/10/2019
Terceira edição do Festival Cultural do Chamamé de MS começa nesta quarta-feira
Compartilhar Notícia

Será oficialmente aberta nesta quarta-feira (09/10), às 16h55, a terceira edição do Festival Cultural do Chamamé de Mato Grosso do Sul: Integração entre Brasil, Paraguai e Argentina. O evento, que será dividido entre cinco locais em Campo Grande, chegará com uma programação musical e gastronômica, além de contar com debate sobre a cultura guarani. A maior parte dos eventos é gratuita, sendo que três bailes terão ingressos vendidos a partir de R$ 20.

 

Neste ano, o renomado maestro argentino Pajarito Silvestre será o grande homenageado do evento, recebendo também o título de Visitante Ilustre concedido pela Câmara Municipal de Campo Grande.

 

A abertura do festival acontece com a transmissão ao vivo do programa A Hora do Chamamé, da Educativa 104.7 FM, apresentado por Orivaldo Mengual –presidente do Instituto Cultural do Chamamé do Estado e idealizador do evento– diretamente da Praça do Rádio Clube, a partir das 16h55 desta quarta-feira. O espaço no Centro da Capital será um dos palcos principais do festival onde, às 17h30, sobem ao palco o Grupo Zíngaro (17h30), Laço de Ouro (18h15) e Musical Barnabé (19h).

 

Às 19h30, o arcebispo metropolitano de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa, comanda a abertura oficial, com a procissão da imagem de Nossa Senhora. As bandas do Comando Militar do Oeste e da Prefeitura de Campo Grande participam do ato cívico, sendo que o maestro Santhyago Rios, de Buenos Aires (Argentina), comandará a execução do Hino de Mato Grosso do Sul.

 

Ele, Jazmin del Paraguay (de Assunción) e Las Guitarras de Curuzú (Cutiá, Argentina) encerram as apresentações desta quarta.

 

Já durante o primeiro dia do evento, a feira gastronômica e de artesanato na Praça do Rádio estará aberta, reunindo no local pratos regionais sob coordenação de chefs e nutricionistas. O cardápio inclui iguarias como a sopa paraguaia, sarravulho, saltenha, empanadas e comida de comitiva (arroz carreteiro, feijão gordo e macarrão tropeiro com mandioca) e outros pratos da  culinária sul-mato-grossense. O artesão Adrian Morinigo (Assunción) expõe produtos como o Ao Po’i (vestidos, blusas, camisas, chombas e manteles), Encaje jú (blusas e manteles), carpetas, pollera e blusa de ñanduti e guampas para tereré. O artesanato local também estará representado.

 

Mais informações podem ser obtidas com Orivaldo Mengual, pelo telefone (67) 9-9275-5144.


Fonte: Assessoria







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados