Página Inicial | QUINTA-FEIRA, 01 DE OUTUBRO DE 2020
Postada por: Andrey Vieira dia 13/09/2009
Operação conjunto prende ladrões de carreta
Compartilhar Notícia
Reginaldo, líder da quadrílha (Foto: Divulgação)


Em um trabalho conjunto desenvolvido entre a Polícia Militar de Mundo Novo e a Polícia Civil de Guaíra, cidade paranaense que fica na divisa com o Mato Grosso do Sul, possibilitou a prisão de um casal e a identificação de mais duas pessoas envolvidas no roubo de uma carreta, na noite de quinta-feira (10) em Iporã-PR.

A carreta foi recuperada por volta das 21h do mesmo dia em que foi roubada, quando uma guarnição da Polícia Militar que fazia patrulhamento em um bairro periférico de Mundo Novo avistou, estacionada na Travessa Varginha, o veiculo Volvo, de cor branca, Placas CXH 2825, de Assis Chateubriand-PR, atrelado ao reboque placas AQU 8681 de Jesuítas - PR.

Quando a viatura se aproximou da carreta, um casal que estava em seu interior, empreendeu fuga rumo a um matagal existente próximo dali. Os Policiais fizeram busca na região, mas não conseguiram localizar os bandidos devido à escuridão.

Após vistoria no interior da Carreta, foram localizados os documentos da mesma, que foi encaminhada a sede da Polícia Militar. Lá, após alguns contatos telefônicos, descobriu-se que o veículo havia sido roubado no Paraná.

Na manhã de sexta-feira, o motorista do utilitário esteve em Mundo Novo, e narrou os momentos de terror que viveu, quando foi abordado pelos marginais em plena rodovia.
Ele disse que dirigia pela Rodovia de acesso a Umuarama-PR, quando um automóvel não identificado passou a sua frente e bruscamente diminuiu a velocidade, sendo que ele também foi obrigado reduzir a sua, pois não havia como fazer a ultrapassagem, devido ao movimento na estrada. Ele foi então surpreendido por um homem armado na porta do carona, que determinou que ele estacionasse a carreta.

O motorista foi amarrado e deixado no interior de uma mata, sendo cuidado por um dos bandidos, enquanto outros seguiam com a carreta rumo ao Paraguai.

O motorista disse que durante todo o tempo que permaneceu refém, foi ameaçado de morte e o marginal teria comentado que a carreta avaliada em R$ 230 mil no Brasil, sendo R$ 150 mil do cavalo e R$ 80 mil do reboque, estava previamente encomendada e seria vendida a um receptador paraguaio por R$ 30 mil.

Policiais Militares obtiveram informações de que os autores do crime seriam moradores em Guaíra e graças ao apoio da Polícia Civil do Paraná, parte da quadrilha foi identificada e presa. Foram detidos Rodrigo Ferreira e uma adolescente, que seria sua namorada. Ambos confessaram participação no roubo, sendo que Rodrigo manteve o motorista da Carreta como refém em meio a um matagal próximo a Iporã, enquanto sua namorada R.A.R. de 17 anos, em companhia de outra moça e de Reginaldo Aparecido da Silva, o “Naldo”, 24 anos, seguiram com a carreta até Mundo Novo para aguardar o melhor momento de entrar o País vizinho, contando para tanto, com o apoio de dois “batedores”, de origem paraguaia que utilizavam uma VW Parati que seria de propriedade de Naldo, para cruzar pela fronteira sem chamar a atenção.

Na casa de Rodrigo, que se encontra detido na cadeia pública de Guaíra à disposição da Justiça, foram localizados um revólver Rossi, calibre 38, municiado com cinco cartuchos intactos e um simulacro (imitação) de espingarda calibre 12 e um capuz de lã, utilizado no crime.

Na casa de Naldo, que se encontra foragido e que seria o chefe da quadrilha foram localizados 43 munições de calibre 38 além de um coldre para portar revólver 38.
Policiais do Paraná e de Mato Grosso do Sul agora tentam localizar e prender tanto Naldo quanto sua comparsa, identificada inicialmente apenas como Lucinéia.


Fonte: Assessoria







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados