Página Inicial | QUINTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2020
Postada por: Jr Lopes dia 29/08/2009
Site paraguaio diz que Pavão afirma que sabia o motivo de sua prisão
Compartilhar Notícia
Pavão foi preso na cidade de Capitan Bado-PY (Foto: Capitanbado.com)


Em uma entrevista concedida ao repórter do Capitanbado.com, na noite de sexta (28), Laurentino Pavão de Aruda disse que sabia porque estava sento preso. Segundo a matéria publicada no site o ex-vereadore de Naviraí admitiu que matou o comerciante Emmanoel Peres Marques, porque teria se envolvido com sua ex esposa, Ana Maria de Oliveira.

Pavão teria admitido ao repórter que perdeu o controle, mas que estaria arrependido."Não vale a pena", teria afirmado Pavão.

A matéria afirma que Laurentino Pavão de Arruda disse tinha uma licença de turista que valeria por 30 dias, mas que as autoridades paraguaias alegam que é falsa.

Pavão será expulso possivelmente ainda neste sábado (29). Posteriormente será entregado à Polícia Federal de Ponta Porã, para em seguida ser encaminhado para Navirai.


Procurado


Laurentino Pavão de Arruda, ex-presidente da Câmara de Vereadores de Naviraí e candidato a prefeito derrotado nas eleições de 2008, estava sendo procurado pela polícia a 59 dias, por ser o principal suspeito de ter matado o empresário Emmanoel Peres Marques, 46, com sete facadas e de esfaquear a ex-esposa Ana Maria de Oliveira, 25.


O homicídio ocorreu na noite de 30 de junho, às 21h47. Conforme a Polícia Civil, o empresário morreu no local do crime. A mulher que sobreviveu aos ferimentos teria informado aos policiais que seu ex-marido desferiu as facadas. A motivação do crime seria ciúmes.

O ex vereador foi preso através de uma ação conjunta da Senad (Secretaria Anti-drogas do Paraguai) e agentes da Policia Federal brasileira.


Fonte: Capitanbado.com







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados